Rede Social

Instagram: vale a pena usar na minha empresa?

Instagram para minha empresa

Quase sempre lemos dos meios de comunicação digital que empresas estão adotando o Instagram como uma rede importante para a estratégia de marketing digital. E realmente, estão. Aliás, têm feito um trabalho notável, trazendo uma visibilidade interessante para suas respectivas marcas. Mas devemos compreender que nem tudo que aparentemente é bom para essa pode ser bom para aquela, e vice-versa. Isto é, nem toda tendência sugere sucesso. Mesmo porque as empresas em questão são geralmente de grande porte, com visibilidade orgânica, não precisando de muito para ser reconhecida em qualquer coisa que faça.

O Instagram tem algumas particularidades que não são viáveis para determinadas empresas ou instituições. Vide abaixo alguns exemplos:

  1. Fechado para mobile (não há formas de utilizar com outra plataforma);
  2. Não há gerenciamento para terceiros (somente um único usuário pode fazer o gerenciamento);
  3. Não há como definir uma métrica confiável;
  4. Produção – bem feita – diária de conteúdo;
  5. Utilização limitada, para somente um usuário.

As PMEs (Pequenas e Médias Empresas) podem não ter retorno – dependendo do nicho -, como lojas de materiais de construção, fornecedores de peças para equipamentos, entre outros. Primeiro porque o público final não tem interesse e não há conteúdo que gere expectativa. Jamais um consumidor final compartilharia uma foto de alguma empresa de nicho específico, comentando: “sério, não vejo a hora” e a imagem tratada de um controlador de fluídos para máquinas geradoras de nanotubos.  Seria uma ação abafada, um esforço jogado ao vento. Segundo, porque somente uma pessoa pode postar no perfil da marca, o que dificulta em quase tudo no processo de gerenciamento.

Portanto, particularidades desse tipo podem ser negativas para desenvolver uma estratégia de marketing digital interessante. Ou seja, não gera interesse, não gera repercussão, não existe “atualidade” e nem “movimento” das imagens. Não tem dinâmica.

Por outro lado, caso sua empresa seja de peças para skate, por exemplo, seria interessante tirar fotos de um momento em que alguém esteja fazendo manobras na rua, andando pela cidade, de tribos específicas mas que também compartilham do esporte radical, entre muitas outras ideias. Isso sim forma interesse e traz visibilidade à marca. Então, ela passaria a ser até mesmo uma comunidade para o público(-alvo).

O Instagram é para momentos específicos. Não serve para divulgar produtos, mesmo porque não vale a pena “instagramear” toda gama de produto da loja para fins comerciais. É inviável e, diríamos, até insano fazer esse tipo de coisa.

Enfim. É ou não é viável aplicar na minha empresa?

Considerando tudo o que colocamos acima, nossas dicas são as seguintes:

  1. Estude seu nicho;
  2. Defina claramente quem é o seu público-alvo;
  3. Pense como você conseguiria gerenciar essa rede social diariamente;
  4. Há conteúdo diário para tal?;
  5. Para o seu nicho, o esforço vale a pena?;
  6. Contratar uma agência para fazer isso é válido?.

Particularmente, aconselho o Instagram para pessoas públicas, para marcas cujo consumidor final tem interesse de mostrar, como carros, roupas, calçados, viagens etc. Se o seu nicho for muito específico, é melhor investir o esforço para outras ações que têm mais chances de trazer algum resultado. Instagram é muito específico e pode não valer a pena.

Agora, um caminho alternativo, que terceiros podem gerenciar a rede, é o Pinterest. Segue quase a mesma proposta mas é uma plataforma “aberta”, para qualquer um que está cadastrado na rede. Muitas empresas também têm tido certo sucesso nessa rede social.

Eduardo Storini
Desde 2009 atuando no mercado de marketing digital brasileiro. Trabalha ativamente no desenvolvimento de novas estratégias para aumento de vendas e captação de leads para os clientes da Agência St.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *