Rede Social

LinkedIn: o que é e para que serve?

LinkedIn

Esse post é o primeiro de uma série relacionada somente a essa rede social. Sendo elas:

  1. O que é? Para que serve?
  2. Como criar um perfil profissional?
  3. Como criar um perfil corporativo?
  4. 7 dicas para utilizar bem essa rede social
  5. Mitos sobre o LinkedIn

Nosso objetivo é trazer maior compreensão sobre essa mídia social e apresentar de forma prática e orgânica a importância que ela tem no mercado, qual o diferencial para um perfil profissional e corporativo e desconstrução de idealismo.

[separator headline=”h2″ title=”O que é o LinkedIn?”]
[tweetable]O LinkedIn é uma rede social para utilização estritamente profissional.[/tweetable] Digamos que é um currículo online no qual possibilita todo usuário a estar sempre disponível a amigos, contatos de amigos e a outros usuários profissionais.

Sua forma de ampliação de rede é quase similar a de todas as outras mídias sociais, mas com um tônus para essa questão. Por exemplo: se você tem 100 conexões e essas 100 também têm outras 100, significa que seu perfil estará disponível a 10.000 conexões quase diretas. E dependendo do conteúdo de sua atuação, poderá ser interessante – ou não – para que seus amigos repliquem a informação, causando um buzz (repercussão) ainda maior. Além disso, há os grupos e empresas que você segue, que também ajudam no aumento de sua visibilidade. Ou seja, todos os profissionais que também estão seguindo tal empresa ou grupo estarão indiretamente ligados a você, ampliando ainda mais a sua visibilidade.

Exemplo mapeado de conexões em perfil profissional:

Mapa de conexões em perfis profissionais

Devemos, no entanto, entender que essa rede não substitui o Facebook. “De acordo com estudo da M. Sense, dos 95% de usuários brasileiros que acessaram ao menos uma rede social nos últimos 30 dias, 86% acessaram o Facebook e apenas 22% o Linkedin.

O mesmo estudo aponta que 72% dos usuários acessa o Facebook diariamente – número que cai para 28% no caso do Linkedin”. (Fonte: CIO)

[separator headline=”h2″ title=”Para que serve o LinkedIn?”]
Basicamente para:

[list] [list_item icon=”search”]Conectar profissionais de todo mundo;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Conectar amigos profissionais;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Conectar profissionais conhecidos e desconhecidos;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Realizar o marketing pessoal digital;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Facilitar busca por empresas;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Agilizar a vida social virtual de profissionais;[/list_item]
[list_item icon=”search”]Entre outras utilidades.[/list_item] [/list]

LinkedInO LinkedIn já foi um tema de grande controvérsia sobre sua utilização. Seria ela mais uma rede social a aparecer e sumir? Ou algo similar ao Orkut (na época) e Facebook? Seria mais um tipo de rede da moda por conta do advento da web 2.0? Entre muitos outros questionamentos positivos e negativos.

Em todo caso, percebe-se que ainda há muito a melhorar, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento da usabilidade. Sua estrutura ainda segue um padrão da década de 2000, o que possibilita a rejeição de usuários em potencial. No entanto, a rede tem permanecido firme e consistente no segmento social profissional. Percebe-se sua força também pelo número de usuários e pelas atualizações (melhorias) cada vez mais aparentes. Se a companhia investir mais em wireframe e design, o número de tráfego para a rede certamente seria muito maior.

Enfim. Acompanhe os próximos posts a fim de ficar por dentro dessa grande rede =D

Eduardo Storini
Desde 2009 atuando no mercado de marketing digital brasileiro. Trabalha ativamente no desenvolvimento de novas estratégias para aumento de vendas e captação de leads para os clientes da Agência St.

5 Comments

  1. recebi com satisfação diversas manifestações de pessoas de sucesso neste meu novo endereço profissional,com certeza vou positivamente acompanha-los…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *