SEO

Novas diretrizes do Google passam a enxergar mais elementos do seu site

Atualmente, o Google visualiza todos os sites presentes na internet apenas como um texto, não levando em consideração as imagens presentes e todo o design trabalhado para tornar o seu site mais agradável ao usuário. Esse modo dos robôs visualizarem o conteúdo do site, leva o trabalho de SEO a sempre dar importância de tentar achar modos de explicar aos buscadores o que está presente em cada local, com implementações de textos, no código, que auxiliam na explicação de imagens e links. Todo esse trabalho, voltado para o conteúdo, é necessário para que o site tenha boa relevância e, assim, conseguir bons posicionamentos em pesquisas que são relevantes ao seu nicho.

Como o Google vê seu siteMas, nesse ano, muitas coisas mudaram e é necessário que adaptemos o nosso conteúdo e estrutura, de modo que possamos manter essa relevância e não acabar sendo prejudicados devido ao modo que decidimos organizar as informações contidas em nosso site.

No início do ano, o Google já havia mencionado que passaria a renderizar os sites que acessasse, ou seja, conseguiria entender toda a programação que ele possui, assim como os navegadores que utilizamos, de modo que seria possível entender todo o CSS e também as funções que estivessem em JavaScript, mas isso ainda não tinha sido implementado nas diretrizes dos buscadores, então poderia de certo modo prejudicar o seu site, já que você poderia não estar mostrando tudo aos robôs, mas o impacto não seria tão grande naquele primeiro momento.

A função do CSS, dentro de um site, é a de definir os elementos presentes dentro de um site, formatando os tamanhos, cores, fontes, botões, linhas, etc. Com a implementação do CSS nos sites, hoje não precisa um código de uma página ter a repetição de diversas divisões de formatações diferentes, pois apenas por esse documento é possível saber exatamente como deve ser cada parte do seu site, diminuindo o código de uma página e possibilitando a renderização de uma página, ou seja, independente do seu browser e até mesmo do tamanho da tela, as configurações não serão perdidas e você poderá ver o site corretamente.

Já o JavaScript são funções implementadas dentro do seu código que fazem com que determinados processos funcionem corretamente e tenham uma resposta mais rápida dentro do seu site, facilitando a interação do usuário com o seu conteúdo.

Hoje, o Google soltou um comunicado em seu blog oficial de que a diretrizes foram modificadas e o CSS e JavaScript serão levados em consideração na hora da indexação dos sites, podendo afetar o posicionamento dos que bloquearem o seu acesso pelo arquivo robots.txt, por dificultar a renderização do site.

Muitos sites, atualmente, utilizam diversas plataformas que podem estar programadas e com regras que bloqueiem o acesso dos robôs nessa parte da sua programação, o que pode, a partir desse momento, prejudicar o desempenho deles nos buscadores e fazer até com que percam posicionamento e tenham dificuldade na indexação de seus conteúdos.

Digamos que você possua um e-commerce ou portal de conteúdo em uma plataforma que esteja programada para bloquear o acesso dos robôs ao robots.txt e você não saiba disso ou não saiba como modificar. A partir do momento em que essa nova diretriz estiver sendo levada em consideração para a relevância de um site, você pode acabar perdendo posições que tenha adquirido no decorrer dos anos, perder a relevância de seu conteúdo, já que o Google não consegue verificar todos os pontos necessários do seu site, e dificultar na indexação de novos conteúdos que poderiam contribuir para o seu site como um todo. O resultado disso em um cenário extremamente competitivo será uma menor audiência e automaticamente uma queda no número de vendas.

Nesse cenário, uma estratégia para novas páginas, épocas comemorativas em que são criadas páginas especiais para vendas, ações temporárias de promoções ou qualquer outra coisas que esteja programada nas vendas do seu site, podem acabar não sendo totalmente lidas pelo Google e prejudicar toda a estratégia que você tiver planejado para o evento ou ação.

Com essa nova atualização, é necessário que todos os sites procurem verificar diversos aspectos da programação implementada para o funcionamento de sua plataforma, o que você pode fazer de imediato para ficar dentro das novas diretrizes é:

Verifique o robots.txt

Verifique o seu arquivo de robots.txt, caso alguma das funções, CSS ou JavaScript, não possam ser acessadas, remova o bloqueio para que o robôs possam verificar a sua estrutura e conteúdo com mais precisão, contribuindo para uma melhor indexação.

Para visualizar o arquivo, basta adicionar: /robots.txt ao final do domínio do seu site.

Exemplo: http://sitedaempresa.com.br/robots.txt

Velocidade de carregamento

Confira se o servidor do seu site aguenta o carregamento adicional da veiculação desses arquivos. Se não conseguir, pode acarretar em um impacto negativo devido a dificuldade que terá na renderização das páginas.

Se você nunca planejou em compactar alguns arquivos do seu site, esse é um bom momento. Elimine downloads desnecessários, e reduza os seus arquivos de CSS e JavaScript. Além de facilitar aos robôs um acesso prático e rápido, também irá facilitar a vida do seu usuário final.

Essa nova diretriz do Google veio para auxiliar na compreensão de um site de um modo mais completo, não vendo ele apenas como um texto, mas entendendo os diversos parâmetros que podem fazer diferença para o usuário, dando resultados mais precisos e de qualidade nos buscadores.

Eduardo Storini
Desde 2009 atuando no mercado de marketing digital brasileiro. Trabalha ativamente no desenvolvimento de novas estratégias para aumento de vendas e captação de leads para os clientes da Agência St.

2 Comments

  1. Legal, ótimo overview sobre o assunto!

    Vale lembrar também que sites com renderização para dispositivos móvel (com implementação de CSS) são amplamente afetados nessa atualização. Se o bot não tiver acesso ao seu CSS, você terá problemas de posicionamento em mobile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *