Marketing

Remarketing no Google – Sinal divino dizendo para você comprar

Quem nunca foi impactado por uma campanha de remarketing que atire a primeira pedra. Você pode nem saber o que é, mas com certeza, já foi impactado alguma vez na vida.

Remarketing é a função de retargeting que temos dentro dos anúncios do Google (Google Adwords), que basicamente permite você mostrar um anúncio gráfico em outro site para quem já visitou o seu site.

Você se lembra daquela vez que viu um tênis, uma televisão, um perfume em um e-commerce ou qualquer outra coisa do tipo? Depois, em todo site que você entrava, aparecia um banner, quase como um sinal divino dizendo para comprar esses produtos pesquisados? Bem, é esse o efeito que o remarketing gera nos visitantes.

Brincadeiras a parte, se você anuncia no Google, sugiro que leia esse artigo  até o final, irei abordar nele alguns tópicos que irão ajudar a usar com mais inteligência esse recurso.

  1. O que é  e como funciona o remarketing?;
  2. Tipos de remarketing;
  3. Como instalar a tag de remarketing;
  4. Criação de listas de remarketing baseadas em URLs;
  5. Combinação de listas;
  6. Estratégias com remarketing;
  7. Dicas de otimização para remarketing;
  8. O que pode e não pode fazer no remarketing.

O que é e como funciona o remarketing ?

Como eu disse anteriormente, o remarketing é uma função de segmentação dos seus anúncios para atingir um usuário que teve um contato com o seu site em algum momento anterior. Você pode fazer uma ação só para quem abandonou o carrinho de compras ou para quem chegou até sua página de contato e não preencheu o formulário. As possibilidades são enormes.

Na parte técnica e prática para que tudo isso aconteça, você precisa instalar um código em todas as páginas do seu site. Esse código vai permitir que o Google instale um cookie na máquina no usuário, e quando ele acessar algum site que seja parceiro da Rede de Display, o cookie irá acionar a exibição de um anúncio específico para aquele usuário.

Veja a foto de exemplo, do próprio Google:

Como funciona o Remarketing

 

Hoje é possível fazer remarketing direcionado para diversas redes e produtos do Google, além do básico que faz a segmentação para rede de display.

 

Futuramente iriei escrever artigos sobre como trabalhar com cada variação dessa segmentação do remarketing. Neste artigo irei abordar especificamente o mais prático e usual, que é sobre a rede de display.

O remarketing tem um mínimo de usuário necessário para que seus anúncios sejam visualizados. Na Rede de Display são 100 usuários e na Rede de Pesquisa são 1.000 usuários.

Como instalar a tag de remarketing

A instalação da tag de remarketing é bem simples. Você precisa acessar a sua conta do Google AdWords e ir na barra lateral esquerda e clicar em Biblioteca Compartilhada, e lá acessar a área de Público-Alvo.

criar a tag de remarketing

Na próxima tela, basta clicar em Configurar remarketing, e ele pedirá um e-mail para enviar as instruções. Você pode já repassar direto para sua equipe de TI ou colocar o seu e-mail mesmo para que você mesmo pegue a tag.

instalando codigo remarketing

A tag de remarketing deve ser instalada em todas as páginas do seu site e deve ficar localizada dentro da tag. A tag terá o formato abaixo:

instalando codigo remarketingCriação de listas de remarketing baseadas em URLs

 

Uma vez criada e instalada, o Google automaticamente cria uma lista com todos os usuários que acessaram seu site. Assim, você já poderá criar uma campanha baseada nessa lista. Porém, dependendo do seu objetivo, os anúncios podem acabar ficando vagos. De qualquer forma, você agora tem a possibilidade de criar lista e segmentar para cada tipo de usuário que visitou seu site.

As segmentações podem ser baseadas em vários critérios, desde a intenção do usuário até mesmo o gosto dele. Vamos aos exemplos para entender melhor.

Você pode criar uma lista para quem viu a categoria de perfumes da marca A no meu site, e assim posso criar um anúncio específico com os perfumes daquela marca para ele e/ou grupo de pessoas. Para isso, vamos precisar criar uma lista baseada em URL. Na tela do público-alvo, você criará uma nova lista de remarketing:

Público Alvo remarketing

Ao criar uma nova lista, basta adicionar o termo da marca do perfume, ou o nome que vem escrito nas URLs do grupo de visitantes que quer atingir:

Lista de Remarketing por URL

O principal segredo do remarketing é saber usar sua criatividade para criar diversas listas e conseguir separar cada tipo de público-alvo baseado nas páginas que ele visitou em seu site. Cada página do seu site informa a intenção do usuário.

Você pode criar segmentações baseadas nas URLs, vejas as opções de filtro:

lista de remarketing por url

A mais comum e fácil de usar é Visitantes de uma página, e com isso, você poderá selecionar um ou diversos atributos de URL para que  Google crie a lista:

regra de url remarketing

No caso, estou selecionando todas as URLs que contêm a palavra “cheroso”, que é a marca de nosso perfume. Uma vez criada a lista, você pode usá-la em sua campanha de remarketing. A tabela abaixo é um exemplo do próprio, de como funciona o filtro:

correspondecia de url na lista de remarketing

O Google não diferencia entre maiúscula e minúscula no filtro de url.

Combinação de listas

A combinação de listas de remarketing permite que você crie verdadeiras segmentações de público avançado. Com a combinação de lista, você pode criar uma campanha para quem visualizou sua página e não entrou em contato, ou ainda, para quem visualizou a página de serviço, foi até a página de contato, mas não enviou o formulário. Com esses anúncios específicos, pode-se aumentar em muito sua conversão.

Na combinação de lista, você irá usar a lógica de E, OU e NÃO. Entre elas:

  • E: somente os usuários que pertencerem às duas ou mais listas;
  • OU: usuários que são de uma ou outra lista.
  • NÃO: somente usuários que não pertencerem a alguma lista.

Exemplo de uso:

Um que tem o foco capturar leads, como o nosso. O usuário viu a página de serviço, mas não preencheu o formulário de contato.

Primeiro criamos duas listas:

  • Lista para quem viu a página de serviço e
  • Lista para quem viu a página de formulário enviado com sucesso, dessa forma, crio um grupo para quem preencheu o formulário.

Para uma combinação de listas, você precisar criar uma nova lista de remarketing e escolher a opção: Combinação personalizada. Nossa lista ficará dessa forma:

combinacao de lista remarketing

Como você pode ver, adicionei o público que viu a página de SEO e exclui o que já entrou em contato.

Com esses dois recursos de listas e combinação, você pode criar diversas segmentações de público.

Estratégias com remarketing

Como disse, o diferencial está na sua criatividade para criar as diversas segmentações que o remarketing permite. Mas de qualquer forma, separei algumas ideias de listas que você já pode começar hoje mesmo.

Listas Básicas para Remarketing

  • Todos os visitantes do site;
  • Páginas específicas: marque páginas de serviço ou produto, aquelas páginas que ajudam a entender o gosto do usuário;
  • Categorias: crie listas para as categorias do site;
  • Completou o objetivo do site: lista com quem enviou o formulário de contato ou efetuou uma compra.

Com essas listas básicas, você pode ter algumas estratégias com elas:

  • Pessoas que pesquisaram no site, mas que não converteram;
  • Iniciaram a compra ou formulário e não concluíram;
  • Estratégias de vendas cruzadas, oferecer um outro produto para quem já adquiriu um item em sua loja;
  • Estratégia de CPC mais alto para quem entrou recentemente em sua lista;
  • Oferecer desconto para quem há mais de 8 dias não finalizou a compra.

Dicas de otimização para remarketing

Separei algumas dicas para que você tirar o melhor proveito da suas campanhas de remarketing

Importância da lista de usuários

  • Quanto mais tráfego você tiver, maior ficará a lista e melhor será o retorno.
  • Quando for criar uma campanha, não use restrição de país ou idioma.
  • Fique atento ao tempo de permanência do usuário em sua lista.

Importância dos anúncios

  • Anúncio é o grande segredo para o sucesso do remarketing. Tem que conversar diretamente com a segmentação da sua lista.
  • Procure usar um anúncio com a mesma aparência do site, para que a pessoa associe o anúncio com sua marca.
  • Não esqueça de usar frases atraentes.

Importância da restrição da segmentação

  • Avalie os canais em que o seu site está aparecendo e dê lances especiais a eles.
  • Avalie quais sites não geram qualquer tipo de retorno, exclua eles da campanha. Ás vezes, o site da rede display pode atrapalhar na conversão.

O que pode e não pode fazer no remarketing?

Assim como outros produtos do Google, há um série de segmentos de mercado que não podem ser anunciados no Google. No geral, qualquer conteúdo que não seja “família” não pode ser anunciado na rede de display.  Alguns tipos de sites que não podem anunciar:

  • Atividades Adultas (sexo, jogos de azar, encontros, álcool);
  • Orientação sexual;
  • Associação política;
  • Religião;
  • Problemas financeiros;
  • Para menores de 13 anos.

Caso você tente anunciar esse tipo produto, as punições são:

  1. Reprovação do anúncio;
  2. Desativação da lista;
  3. Desativação do domínio;
  4. Suspensão da conta.

Por isso, tome cuidado para não infringir nenhuma regra e ter seu anúncio suspenso.

Conclusão

Espero que tenha gostado doguia básico do uso do remarketing no Google AdWords. Como vimos, é uma ferramenta excelente para melhorar a taxa de conversão do seu site. Mas lembre-se, não adianta fazer o remarketing se você não faz o básico, que é um site que receba tráfego orgânico e tenha uma campanha de links patrocinados. Você precisa ter audiência, pois o remarketing é um trabalho feito em cima de uma audiência existente.

Se ficou com qualquer dúvida, deixe nos comentários abaixo, e se gostou do artigo, me ajude a compartilhá-lo nas redes sociais.

Eduardo Storini
Desde 2009 atuando no mercado de marketing digital brasileiro. Trabalha ativamente no desenvolvimento de novas estratégias para aumento de vendas e captação de leads para os clientes da Agência St.

2 Comments

  1. Boa tarde Eduardo tudo bem?

    Primeiramente muito obrigado por compartilhar o seu conhecimento, este artigo ficou 10!!!

    Só me restou uma dúvida, posso montar uma campanha para um portal de e-commerce relacionado a sexo? Na verdade é um SexShop com perfil feminino porém mais segmentado, com produtos sensuais, não tão eróticos.

    Obrigado.

    1. Então Robson, você até pode montar, mas tudo vai depender do conteúdo do anúncio gráfico para ele ser aprovado.

      Como o remarketing é uma segmentação avançada da rede display, você só pode veicular anúncios que sejam ‘indicados para menores’.

      Se ele não cair nessa classificação irá funcionar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *